Sexta-feira, 20 de Abril de 2007
Cruzeiros vão ter nova sala de visitas

 

 

(in Jornal de Notícias)
O porto de Lisboa vai investir 45 milhões de euros na construção e reabilitação do novo terminal de cruzeiros de Santa Apolónia. Ontem foi assinada a consignação da primeira fase da obra, com o consórcio constituído pela Somague e Seth, que deverá ficar terminada dentro de um ano. Seguir-se-ão outras duas, até 2009.
O pressuposto da Administração do Porto de Lisboa (APL) e do Governo é que o investimento se justifica em função da procura e que será auto-sustentável. A primeira parte das obras está orçada em 13 milhões de euros e inclui o desenvolvimento e a reabilitação dos cais que já existem, entre o terminal de cruzeiros de Santa Apolónia e a Doca da Marinha.
Segundo Manuel Frasquilho, presidente da APL , o objectivo é que o terminal venha a receber, depois de as obras estarem concluídas, uns 500 mil passageiros. Também a secretária de Estado do Transportes, Ana Paula Vitorino, se mostrou confiante na aposta de requalificação/alargamento do terminal de cruzeiros. "Os portos têm um papel importante na captação e valorização do turismo nacional, contribuindo para diversificar mercados emissores e produtos turísticos", disse, acrescentando que a aposta significa também "o reforço da centralidade Euro-Atlântica" de Portugal.
As obras têm como pressuposto concentrar todo o movimento de navios de cruzeiros de passageiros em Santa Apolónia, "numa zona nobre da cidade" e disponibilizar os actuais terminais de Alcântara e Rocha de Conde Óbidos e vão arrancar no segundo trimestre do ano. Dos 45 milhões de euros de custos previstos, 40% vêm de fundos comunitários.
O projecto tem autoria do arquitecto Rui Alexandre e integra o actual cais de Santa Apolónia e toda frente de acostagem até à Doca da Marinha,nas imediações do Terreiro do Paço. A primeira fase incide na reabilitação do cais, ao longo de 1.070 metros. A segunda avança no início do quarto trimestre e estará concluída no terceiro trimestre de 2009, com um orçamento de 24 milhões de euros. J. A. Souza
------
(Nota Lisboa em Boas Mãos: Lembramos que a zona ribeirinha - onde se insere o novo terminal de cruzeiros -, bem como o novo Terreiro do Paço, são duas das grandes áreas inseridas no Projecto de Revitalização para a Baixa-Chiado sob a responsabilidade do Estado)
publicado por Marlene Marques às 15:00
link do post | favorito
|
Envie um e-mail
pesquisar
 
Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
posts recentes

Vereador sobre eventual r...

Prioridade número um é at...

Anacoreta Correia teme co...

350 atletas em Lisboa no ...

Oposição exige que seja o...

Turismo: Lisboa subiu par...

Filmes da Argentina e Mal...

Carmona tenta convencer M...

Oposição vê eleições como...

Carmona partiu para expos...

arquivos

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Maio 2006

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

tags

actividades

agenda

intervenções

notícias lx

opinião

programa eleitoral

propostas

revista de imprensa

sobre mjnp

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds