Sexta-feira, 16 de Março de 2007
Indie Lisboa quer 30 mil espectadores
Direitos Reservados
(in Diário de Notícias)
 
Nos balneários do Mundial de Futebol 2006, o jogador francês Vikash Dhorasoo andou com uma câmara Super 8 na mão, quase clandestinamente. Substitute, o documentário co-realizado com Fred Poulet, causou polémica e levou ao abandono de Dhorasoo da selecção francesa (mais tarde, foi também despedido da sua equipa, o Paris Saint German). Esse filme, onde se pode ver, por exemplo, o estado de espírito dos franceses antes do jogo determinante com Portugal, vai ser apresentado em estreia nacional no âmbito da quarta edição do Indie Lisboa – Festival Internacional de Cinema Independente, que decorre entre 19 e 29 de Abril.
 
Depois de três edições sempre em crescimento, o Indie decidiu parar para se consolidar, "em termos de programação e de organização", explicou Rui Pereira, um dos elementos da direcção, na conferência de imprensa realizada ontem. Assim, dos mais de 2500 filmes recebidos e depois de uma estafante tarefa de visionamento, foram seleccionados 223 títulos (no ano passado esse número foi superior a 300). A isto junta-se o facto de o festival estar espalhado por quatro cinemas (King, Londres, Fórum Lisboa e São Jorge), num total de oito ecrãs.
 
"Isto permite, por exemplo, que alguns filmes tenham três sessões, o que facilita a vida ao espectador", concluiu Rui Pereira. No total, o festival vai ter 270 sessões de cinema. Será também para facilitar a vida aos mais de 30 mil espectadores esperados que a Carris vai criar o "Indie Bus", uma linha de autocarro entre as várias salas.
 
Miguel Valverde, outro dos responsáveis pelo Indie, salientou o facto de este ser um "festival de estreias e descobertas": 19 filmes serão apresentados em estreia mundial e dez em estreia europeia. As descobertas estão reservadas, sobretudo, para a competição internacional (onde só cabem primeiras ou segundas obras terminadas ao longo do último ano). Nas secções não competitivas (Laboratório e Observatório) surgem os consagrados, como Hal Hartley que estará em Lisboa para apresentar o mais recente filme, Fay Grim.
 
Na secção Herói Independente, que se assume como homenagem ou retrospectiva, vão estar em destaque, por um lado, o realizador japonês Shinji Aoyama e, por outro, o novíssimo cinema alemão. "A Alemanha é o exemplo de um país que tem uma indústria cinematográfica a crescer e que tem beneficiado de alguns êxitos, mas que tem também muitas margens, espaços que estimulam a diversidade, logo desde as escolas de cinema. É um exemplo daquilo que não estamos a fazer cá", sublinhou Nuno Sena, o terceiro elemento da direcção.
 
A secção Director's Cut, além de novas versões de filmes antigos, abriu-se a filmes que têm como temática o próprio cinema. É o caso de Olhar o Cinema Português, de Manuel Mozos, que traça uma história breve do cinema feito em Portugal nos últimos 20 anos.
 
O festival mantém a tradição de ter uma secção dedicada a filmes sobre música e reforçada com duas sessões de filmes-concertos, ou seja, acompanhadas com música ao vivo: Mega Cities, com música dos Sofa Surfers, e O Garoto de Charlot que será acompanhado pelos Coty Cream. O Indie Junior, com 22 filmes para crianças e jovens, e a apresentação do programa especial 'New Crowned Hope' (filmes realizados para o programa oficial do centenários de Mozart) completam a programação cinematográfica, a que se juntam várias actividades paralelas.
 
No total, serão exibidos 88 longas-metragens e 135 curtas. Em termos de origem, a Europa continua a dominar (18 filmes portugueses e 109 do resto da Europa); mas há ainda38 asiáticos, 38 da América do Norte, 12 da América Latina e, pela primeira vez, três filmes africanos.
 
A aposta é alta, assumiu Rui Pereira: "Já somos o maior festival de cinema do país – com mais salas e mais sessões – mas também queremos ser melhor festival do país." Maria João Caetano
publicado por Marlene Marques às 11:15
link do post | favorito
|
Envie um e-mail
pesquisar
 
Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
posts recentes

Vereador sobre eventual r...

Prioridade número um é at...

Anacoreta Correia teme co...

350 atletas em Lisboa no ...

Oposição exige que seja o...

Turismo: Lisboa subiu par...

Filmes da Argentina e Mal...

Carmona tenta convencer M...

Oposição vê eleições como...

Carmona partiu para expos...

arquivos

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Maio 2006

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

tags

actividades

agenda

intervenções

notícias lx

opinião

programa eleitoral

propostas

revista de imprensa

sobre mjnp

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds