Sexta-feira, 15 de Julho de 2005
"Primeira visita de pré-campanha"

(Notícia Diário Digital/Lusa, de 15 de Julho)


"A candidata do CDS/PP à câmara de Lisboa, Maria José Nogueira Pinto, anunciou esta sexta-feira que quer dar prioridade à reorganização dos serviços municipais e propôs dividir a cidade em seis a oito bairros administrativos.

No final da sua primeira visita de pré-campanha, às freguesias de Carnide e São Domingos de Benfica, Maria José Nogueira Pinto declarou aos jornalistas que a sua prioridade se for eleita presidente da câmara será «arrumar a casa» e condenou a prática de anunciar «promessas inexequíveis».

A ex-provedora da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa adiantou que pretende descentralizar os serviços da câmara e dividir Lisboa em seis a oito «bairros administrativos», mantendo as juntas de freguesia como «uma rede de maior proximidade com o cidadão».

«Politicamente, a descentralização da câmara, que é uma entidade macrocéfala, é um ponto muito sensível», considerou a democrata-cristã que, durante um encontro com o presidente da junta de freguesia de São Domingos de Benfica, Sérgio Lipari, considerou que se criou uma estrutura pesada «para se poder gerir dependências».

Maria José Nogueira Pinto disse que o diagnóstico dos problemas da capital «está mais do que feito» e insistiu na necessidade de melhorar a coordenação e a organização municipal, salientando que a sua candidatura não tem «obras extraordinárias» para prometer, «fantasias nem flores na lapela».

«O Túnel do Marquês é para os de fora, o Parque Mayer ainda não se sabe para quem é. Para os que nos interessam ainda não vimos nada», criticou a ex-deputada do CDS/PP.

«O que mais temos visto são promessas incumpridas», acrescentou.

Antes da visita à junta de São Domingos de Benfica, liderada pelo PSD, Maria José Nogueira Pinto visitou o Centro Paroquial e a Casa da Nossa Senhora do Rosário, naquela freguesia, e esteve na junta de freguesia de Carnide, presidida pelo PCP.

O número dois da lista do CDS/PP a Lisboa, o deputado Anacoreta Correia, acompanhou a candidata do partido e sublinhou o exemplo do apoio social à natalidade dado pelo Centro Paroquial de São Domingos de Benfica, «sobretudo num país que tem um dos maiores números de mulheres a trabalhar».

Maria José Nogueira Pinto, que apresentará o seu programa eleitoral dia 21, apontou como outras duas prioridades a «revitalização» da capital - por exemplo, incentivando a habitação jovem nas áreas mais envelhecidas - e fazer de Lisboa «uma cidade competitiva».

«O património histórico e as condições naturais lindíssimas da cidade, que estão debilitados, podem ser aproveitados para que Lisboa acolha grandes eventos, congressos e turismo de curta duração», afirmou.

«Nunca prometi o futuro, mas por onde passei fiz o futuro. Nunca saí de lado nenhum sem deixar o futuro feito. Mas comecei sempre por pegar na vassoura», frisou a ex-provedora da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Nas eleições autárquicas de 9 de Outubro, Maria José Nogueira Pinto terá como adversários Carmona Rodrigues (independente apoiado pelo PSD), Manuel Maria Carrilho (PS), Ruben de Carvalho (CDU) e José Sá Fernandes (independente apoiado pelo BE)."


publicado por Maria José Nogueira Pinto às 22:43
link do post | favorito
|
Envie um e-mail
pesquisar
 
Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
posts recentes

Vereador sobre eventual r...

Prioridade número um é at...

Anacoreta Correia teme co...

350 atletas em Lisboa no ...

Oposição exige que seja o...

Turismo: Lisboa subiu par...

Filmes da Argentina e Mal...

Carmona tenta convencer M...

Oposição vê eleições como...

Carmona partiu para expos...

arquivos

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Maio 2006

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

tags

actividades

agenda

intervenções

notícias lx

opinião

programa eleitoral

propostas

revista de imprensa

sobre mjnp

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds